26/10/2011

Secretário recebe novo estatuto da Polícia Civil

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius da Costa Michelotto, entregou, na manhã desta quarta-feira (26), o novo estatuto da Polícia Civil ao secretário da Segurança Pública do Estado, Reinaldo de Almeida Cesar. O documento foi elaborado por uma comissão e vai seguir os trâmites entre secretarias estaduais para ser analisado pelo governador Beto Richa.

De acordo com o secretário, o documento será analisado por uma equipe da Secretaria da Segurança Pública e depois será encaminhado para as secretarias de Fazenda, do Planejamento e da Administração e para a Casa Civil. Na sequência, o material deverá ser analisado pelo governador Beto Richa para, depois, ser encaminhado para voto na Assembleia Legislativa.

Michelotto explica que o estatuto atual é de 1982 e que não favorece as categorias da Polícia Civil. “O estatuto que acabamos de elaborar tem como objetivo contemplar todas as classes e possibilitar que tenhamos uma Polícia Civil ideal. Vamos readequar as divisões policiais e criar uma nova disposição interna”.

UNIFICAÇÃO – Entre as principais mudanças que constam no novo estatuto está a unificação das classes de base. O delegado-chefe disse que existe carência muito grande de escrivães, por exemplo, por isso, quem trabalha nas ruas também deverá ser capaz de prestar atendimento nos cartórios das delegacias.

O secretário enfatizou que não deu opinião nem fez nenhum pedido com relação ao que deveria constar no novo estatuto. “O policial mais quer, quando assume a função, é ter uma carreira com remuneração digna e uma aposentadoria à altura dos serviços prestados à comunidade”.

CIDADE SEGURA – Almeida Cesar mostrou algumas imagens do local onde a Secretaria pretende construir a “Cidade Segura”. A área, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba, abrigará o Departamento da Polícia Civil, o Instituto Médico-Legal, o Instituto de Criminalística e a Escola Superior de Polícia Civil. O secretário comenta que estão ocorrendo conversas com a iniciativa privada, a fim de negociar os terrenos e edificações de alguns órgãos da segurança pública, construídos no centro da capital. Esses recursos ajudariam a acelerar a edificação da “Cidade Segura”.

Também estavam presentes na cerimônia de entrega o presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná (Sinclapol), André Gutierrez; o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia (Sidepol), Jairo Storilho; o representante do Sindicato dos Policiais Civis de Londrina, Sidnei Belizário de Melo; o corregedor-geral da Polícia Civil, Paulo Ernesto Cunha; o delegado-geral adjunto Francisco Costa; além de outras autoridades.

Fonte: site notícias http://www.sesp.pr.gov.br

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.