Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná

 Senhores Delegados (as):

O Sidepol no próximo ano completa vinte anos de existência.

Sabemos que o início foi difícil e, na realidade nunca tivemos um sindicato forte e independente, por vários motivos que não vem ao caso relembrarmos agora.

Nos anos que se passaram, cada qual dentro de suas possibilidades fez o que estava ao seu alcance, limitado às pressões políticas e econômicas da época.

Hoje o panorama mudou, o Brasil mudou, o quadro político é outro. A Adepol cresceu e possui uma gama de atividades de caráter social, as quais tomam quase a totalidade de seu tempo e recursos.

Por outro lado, o Sindicato passou a ser de importância para a categoria, a classe política enxerga nos sindicatos um filão que pode auxiliar ou atrapalhar suas pretensões políticas, por isso respeita as entidades e cada vez mais negocia e atende seus pleitos.

O Sidepol, atualmente, não possui arrecadação própria.

Recebe uma doação mensal da Adepol em torno de R$7.100,00 (sete mil e cem reais). Tais recursos vêm sendo utilizados no pagamento de despesas de manutenção e custeio, tais como telefone, água, luz, condomínio, uma secretária, assinatura de jornais, provedor, despesas de correio, internet, site, viagens a Brasília e, eventualmente em ações judiciais em parceria com a Adepol.

Desta forma, não só o repasse padece de legalidade, já que retira a independência do sindicato, um dos seus princípios basilares, como atrela o orçamento a um valor que inviabiliza qualquer ação de maior envergadura, como ações judiciais realmente polêmicas, viagens mais efetivas ao DF e atos de defesa dos colegas no desempenho das funções.

Sendo assim, estamos sugerindo uma fórmula de cálculo e transição para que, gradualmente, seja possível instituir uma mensalidade sindical e, posteriormente, não dependermos de repasse de outra entidade.

Estamos propondo uma mensalidade de R$37,29 (trinta e sete reais e vinte e nove centavos), valor compatível com o padrão de renda do Delegado de Polícia.

 

CÁLCULO BASEADO NO REAJUSTE DO SUBSÍDIO COM PREVISÃO DE IMPLANTAÇÃO PARA JUNHO DE 2012:

 

 

1 – SALÁRIO MÉDIO DELEGADO: 13.831 + 21.660 = 35.491 / 2 = 17.745,50 ( BRUTO).

 

R$ 17.745,50 / 30 = 591, 50 por ano – um dia de trabalho do associado.

 

R$ 591,50 (anual) / 12 = R$ 49,29 mensal.

 

 

2 – REPASSE ADEPOL ATUAL:

 

R$ 7.100,00 / 593 = 12,00 mês por delegado.

 

593 delegados (332 ativos e 261 inativos).

 

3 – PROPOSTA SIDEPOL:

 

R$ 49,29 – 12,00 = R$ 37, 29 MÊS, inicialmente.

 

R$ 37,29 X 593 = R$ 22.112,97 MÊS/ RECEITA.

 

A ADEPOL CONTINUARIA REPASSANDO A TOTALIDADE DOS DESCONTOS DE R$12,00/MÊS POR ASSOCIADO, ATÉ A IMPLANTAÇÃO DO DESCONTO DOS ASSOCIADOS DO SIDEPOL.

IMPLANTADO O DESCONTO DOS ASSOCIADOS, CESSARIA O REPASSE E RETIRARIA DA MENSALIDADE DO ASSOCIADO DA ADEPOL.

O SINDICATO ABDICARIA DE R$12,00/MÊS POR ASSOCIADO.

NO PRÓXIMO REAJUSTE SALARIAL TOMARÍAMOS POR BASE A MÉDIA INTEGRAL E RECUPERARÍAMOS O QUE É DETERMINADO EM LEI, SEM DESCONTO OBRIGATÓRIO.

SERIA UMA REGRA DE TRANSIÇÃO.

 

POR QUE O DESCONTO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL REALIZADO UMA VEZ AO ANO, DE FORMA INTEGRAL E OBRIGATÓRIA É DESACONSELHÁVEL?

 

- SÓ PAGA O ATIVO;

- 40 % RETIDOS PARA FEDERAÇÃO E GOVERNO.

 

- A INTENÇÃO É QUE TODOS SEJAM CONTRIBUINTES E BENEFICIADOS.

 

- AFINAL, TODOS PRECISAM DE UM SALÁRIO DIGNO. ATIVOS E INATIVOS.

 

 

JAIRO ESTORILIO

Presidente


Cadastre-se

Cadastrar

Redes Sociais