Uma cerimônia realizada nesta quinta-feira (05) com a presença do secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, marcou o início das atividades da Delegacia de Homicídios (DH), na cidade de Cascavel, no oeste do Estado. Além de atender uma reivindicação da população, a nova especializada visa a redução dos índices de criminalidade na região e, desse modo, auxiliar as forças policiais a atingir as metas estabelecidas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) quanto à queda do percentual de homicídios dolosos.

Para Almeida Cesar, a instalação da DH, somada à capacitação dos policiais e à integração entre as polícias Civil e Militar, deverá produzir resultados positivos para a segurança da população de toda a região oeste do Estado.

Durante o evento, promovido pela Assessoria de Relações com a Comunidade da Polícia Civil, Almeida Cesar revelou que, para a região de Cascavel, a projeção do governo estadual é construir uma nova sede para a 15ª Subdivisão Policial (SDP) nos conceitos de “polícia cidadã”, e a revitalização física completa dos equipamentos da polícia científica. O secretário também anunciou a intenção de instalar uma Unidade Paraná Seguro na região. “Estamos prevendo a aquisição de 1.255 viaturas, o que representa a maior aquisição de viaturas da história, a exemplo da maior contratação de policiais. Isso faz parte da reestruturação determinada pelo governador Beto Richa para a segurança pública”, disse.

Para o delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Julio Reis, além da instalação da Delegacia de Homicídios, é necessária uma união de esforços entre a Polícia Civil, a Polícia Militar e o Poder Público. “É preciso que haja o envolvimento de todos os segmentos da sociedade. Nesse processo precisamos da participação do Ministério Público, que pode dar celeridade às investigações. É importante também a implementação de ações sociais da prefeitura, com investimentos em bairros, que são os bolsões, onde normalmente são os locais em que mais acontecem estes crimes”, afirmou. Segundo Julio Reis, as instalações da DH de Cascavel deverão funcionar onde atualmente é o posto do Instituto de Identificação.

Na avaliação do delegado Luiz Rogério Ramos Sodré, que passa a responder pela nova delegacia, a instalação da especializada deve contribuir para aumentar o percentual de casos solucionados, o que deve refletir na queda do número de homicídios. “Atualmente temos um percentual de resolução de 60% de casos resolvidos. Com mais recursos e com um incremento do trabalho de investigação, esperamos aumentar a taxa de resolução, além de apoiar a Polícia Militar no trabalho preventivo”, destacou.

O vereador Otto dos Reis Filho, que oficializou a solicitação pela instalação da DH em Cascavel, se mostrou otimista com a atuação da especializada. “Com certeza haverá uma redução da taxa de homicídios que tanto tem preocupado a nossa população. Estou certo que, com as medidas que estão sendo anunciadas em prol da segurança haverá mais respeito à vida”, disse.

Além de representantes do Conselho Comunitário de Segurança do município, a cerimônia de início dos trabalhos da delegacia contou com as presenças do delegado-geral adjunto, Francisco José Baptista da Costa; do comandante do 5º Comando Regional da Polícia Militar, coronel Celso Luiz Borges; e do vereador Paulo Tonin.

http://www.policiacivil.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=5866

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.