O Presidente do Sindicato dos Delegados de Policia do Paraná, Dr. Jairo Amodio Estorilio e a Comissão de Direitos Humanos “Irmãos Naves”, neste ato representada por seu Coordenador Geral de Ações, Delegado de Polícia, Cláudio MARQUES Rolin e Silva, diante dos graves e lamentáveis episódios envolvendo os Investigadores de Polícia da Delegacia de Pinhais,  vem à público externar seu REPÚDIO e PESAR  por mais esta tragédia anunciada.

 

Durante anos estamos alertando que a manutenção de presos em Delegacias de Polícia, além de afrontar a Lei de Execução Penal, é uma grave violação aos Direitos Humanos, tanto dos infratores quanto dos Policiais, pois os Agentes que investigam e prendem, não podem ser constrangidos a atuar como se fossem carcereiros.

Esta situação, embora arduamente combatida pela Polícia Judiciária, não mereceu a devida atenção do Poder Judiciário e do Ministério Público, que durante anos se omitiram em suas atribuições de defesa da sociedade.

 

Em que pese o enfrentamento do problema por parte desta administração, as medidas devem ser urgentes, pois não podemos continuar a colocar em risco a vida de nossos Policiais e, conseqüentemente, a vida das pessoas que residem nas proximidades de Delegacias de Polícia, transformadas ao arrepio da lei, em verdadeiros depósitos de presos.

 

Esperamos que o Ministério Público, ao invés de buscar mecanismos para cumprir tentar cumprir atribuições alheias, dediquem-se primeiro a cumprir suas importantes e indispensáveis funções institucionais.

Lamentamos profundamente o ocorrido, e aguardamos ansiosos a recuperação de nossos heróicos Policiais, que enfrentam a morte dia após dia cumprindo uma atribuição que não é de responsabilidade da Polícia Judiciária.

Curitiba, 10 de maio de 2013.

 

 

Jairo Amodio Estorilio

Presidente do SIDEPOL/PR

 

Cláudio Marques Rolin e Silva

Coordenador Geral de Ação

Comissão de Direitos Humanos “Irmãos Naves”

Vice-Presidente do SIDEPOL/PR

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.