Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná

O Presidente do SIDEPOL participou de mais uma reunião da Federação Nacional dos Delegados de Polícia, em Brasília, no dia 13/11/2013, que já congrega dez sindicatos de delegados de vários estados da federação. Sobre as discussões em torno da PEC 51, em que pese o reconhecimento de que é salutar algumas mudanças significativas, há o consenso de que o momento não é oportuno, pois a segurança pública é tema altamente complexo e não pode ser tratada de forma precipitada e eleitoreira como querem os autores da mencionada proposta.

 

A FENDEPOL e a  ADEPOL-BR estão realizando um importantíssimo trabalho em defesa da Polícia Judiciária. O momento social e político é extremamente crítico, inclusive com o desejo de extinção da Polícia Civil, e o fim da carreira de Delegado de Polícia, porém há importantes projetos em andamento que concorrerão para a valorização da nossa Instituição.

 

Por outro lado, está em andamento a PEC 443, que trata do  estabelecimento dos subsídios de servidores da carreira jurídica dos Estados, sendo que os Delegados de Polícia foram incluídos no projeto. Os fiscais e Oficiais da Polícia Militar estão pleiteando a inclusão, porém ficou decidido que os Delegados não irão interferir na pretensão de outras instituições, para evitar embates desnecessários.

 

O SIDEPOL apresentou na reunião o Plano Estratégico da Polícia Judiciária, de autoria de seu presidente, lembrando que é impossível termos entidades classistas fortes e respeitadas, com uma Instituição dúbia e sem metas seguras para atingir determinado objetivo.

 

O Planejamento Estratégico apresenta metas e objetivos para que todas as Polícias Judiciárias dos Estados adotem um padrão semelhante de atuação. A promoção e defesa dos Direitos Humanos e, o compromisso com a verdade, a ética e a transparência, é o único caminho seguro a ser trilhado.

O Planejamento Estratégico visa estabelecer uma cultura de altíssimo padrão na Polícia Judiciária, através do exercício da liderança servidora por parte do Delegado de Polícia e demais integrantes, com base na força do caráter.

 

È uma estratégia desafiadora em todos os aspectos, pois transmite a visão de uma Polícia Judiciária compromissada com a verdade e a solidariedade, composta por seres humanos que NÃO PODEM FALHAR, pois lidam com os maiores patrimônios do ser humano: a vida, a honra e a liberdade.

 

Os representantes Classistas do Piauí e Bahia solicitaram cópia do estudo.

 

JOSE PAULO PIRES – PRESIDENTE DA FENDEPOL

Claudio Marques Rolin e Silva – 2.º Vice Presidente (Presidente do SIDEPOL)


Comentários fechado.


Cadastre-se

Cadastrar

Redes Sociais