Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná

Como integrante da Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves, estivemos em uma cidade boliviana para entrevistar médicos cubanos que ali trabalhavam. Porém, naquela ocasião, com a recente fuga de um dos médicos da  “missão”, o medo se instalou entre os demais. Recusaram-se a manter qualquer contato, pois desconfiavam que outros médicos enviados após a fuga, não eram profissionais da saúde, mas sim agentes do governo cubano cuja única missão era evitar outras fugas. Este médico, cujo nome não será revelado, refugiou-se no Brasil e não temos nenhuma informação de seu paradeiro. Em Brasília, ao ouvir pessoalmente o relato da médica Ramona Rodrigues, a primeira a abandonar o programa no Brasil, conseguimos completar algumas lacunas que ainda existiam quando da análise da situação dos médicos cubanos na Bolívia. Não resta mais nenhuma dúvida, o Brasil em conluio com o regime cubano, está praticando grave violação aos Direitos Humanos. Os familiares destes profissionais,  permanecem em território cubano como uma espécie de “garantia”. È como se o Brasil concordasse com um cativeiro, pagando um “resgate” mensal ao governo de Cuba, o sequestrador. Admirar Cuba e seus líderes é uma opção de cada  um, porém passa a ser crime quando estes admiradores tentam burlar as leis nacionais para beneficiar os “admirados”. A diplomacia brasileira além de não se importar a mínima com a grande quantidade de presos políticos em Cuba, ainda fecha os olhos a mais esta aberração. Estes presos políticos de Cuba praticaram o “grave” crime de discordar do governo. Portanto estão presos pelo simples fato de pensar diferente. O Brasil dá um péssimo exemplo quando desce ao mesmo nível da Venezuela, só falta agora a nomeação do ministro da “felicidade suprema”. Entendemos a desconfortável situação da Ministra Maria do Rosário, mas a permanecer silenciosa e omissa poderá cair no ridículo. A persistir com tal comportamento estará demonstrando que no Brasil, a política de Direitos Humanos está firmemente atrelada à questões ideológicas. A violação praticada por Americanos e Israelenses não é diferente das violações praticadas por Cubanos ou Palestinos. Violação aos Direitos Humanos deve ser prevenida e combatida com rigor, independente de questões ideológicas. Agiu corretamente a Associação Médica Brasileira ao dar amparo à  médica Ramona Rodrigues. Elogiável a atitude do Deputado Federal Abelardo Lupion, que mais uma vez demonstra sua coragem e independência como parlamentar combativo e ético. O Brasil pode enfim retirar seus soldados do Haití, pois com estas atitudes dúbias e claro viés ideológico nas questões de violações aos Direitos Humanos, jamais conquistará um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Cesare Batisti foi condenado na Itália por assassinato,  no entanto, foi acolhido como uma espécie de “herói” no Brasil. Os boxeadores Cubanos não mataram, não praticaram crime algum, porém foram deportados para Cuba em avião cedido pela Venezuela de Hugo Chaves. È constrangedor também o silêncio do Brasil na destruição da Venezuela pelo regime de Maduro. Isto só comprova que para o governo do Brasil, Direitos Humanos tem lado e tem ideologia. A Presidente Dilma, por seu histórico de amargas experiências como vítima de violações aos Direitos Humanos, corre o risco de manchar sua biografia ao se comportar como “feitora” do “Senhor do Engenho Cubano”. A Comissão acompanhará atentamente todo o processo relacionado à médica Ramona Rodrigues para que esta não tenha o mesmo destino dos boxeadores cubanos. A confirmação de todo o relato dado ao repórter da Gazeta do Povo, comprova que o modelo de tratamento dispensado aos profissionais de Cuba do Programa Mais Médicos, representa uma grave violação  aos Direitos Humanos destes profissionais e de seus familiares. Eles estão sendo vítimas da insensatez do regime de Cuba, com a conivência da democracia do Brasil. Uma vergonha para nossa nação.

Claudio MARQUES Rolin e Silva

Coordenador Geral de Ações da Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves.


Comentários fechado.


Cadastre-se

Cadastrar

Redes Sociais