A Federação Nacional dos Delegados da Polícia Civil, entidade de classe que congrega todos os Sindicatos dos  Delegados de Polícia do Brasil, vem a público REPUDIAR, com veemência, as declarações do Delegado Geral do Estado do Piauí, Exmo. Sr. James Guerra, veiculadas no Programa Agora, da Rede Meio Norte de Comunicação, no dia 07 de agosto de 2014, onde chamou a Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Piauí, Exma. Sra. Andréa Magalhães, de mentirosa e infantil.

Nota-se claramente que, ao apresentar consistentes e relevantes projetos para o pleno desenvolvimento da segurança pública no Estado de Piauí, assegurando aos cidadãos deste importante Estado o aprimoramento das estratégias preventivas e ampliação do controle social, a necessidade de uma polícia civil administrativa e financeiramente independente, assim como uma atuação integrada da Polícia Civil, Ministério Público e Justiça, a Dra. Andréa Magalhães desagradou aqueles que não possuem espírito público e desejam apenas a manutenção do “status quo”.

Inicialmente, relevante informar que a gestão do Delegado Geral do Estado de Piauí conta quase oito anos e até a presente data os problemas relacionados à segurança pública não estão sendo solucionados de forma satisfatória.  Os índices de criminalidade avançaram durante esse período e estratégias de combate ao crime organizado não foram implementadas.

Infelizmente, por interesses até hoje não revelados, a Polícia Civil do Estado do Piaui foi impedida de implementar políticas públicas sérias que poderiam impedir o avanço da criminalidade, principalmente a criminalidade organizada, situação que vem alarmando a população ordeiro, sobretudo aquela residente na região metropolitana.

Cabe salientar que a FENDEPOL atuará com firmeza contra eventual utilização da Corregedoria da Polícia Civil para espúrias e ilegais perseguições de servidores policiais e dirigentes sindicais, fato que constitui improbidade administrativa, sujeitando o ajuizamento de ações civis públicas para apuração de violação aos princípios da legalidade e moralidade, em desfavor daqueles que utilizem indevidamente tal artifício.

O trabalho desenvolvido com dignidade e ética pela Dra. Andréa Magalhães à frente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Piauí está sendo reconhecido, valorizado e reproduzido em todo o Brasil.

Sendo assim, a FEDERAÇÃO NACIONAL DOS DELEGADOS DE POLÍCIA CIVIL vem a público REPUDIAR as declarações do Exmo. Sr. Delegado Geral da Polícia Civil do Estado do Piauí, cujo conteúdo atingiu não só a dignidade da Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Piauí, mas todos os Delegados de Polícia de todo o Brasil.

JOSE PAULO PIRES

PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO NACIONAL DOS DELEGADOS DE POLÍCIA