Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná

2° Encontro Internacional de Diretores de Investigação Criminal

WhatsApp Image 2018-09-25 at 15.57.10

O SIDEPOL/PR esteve participando nos dias 10 e 11 de setembro do 2° Encontro Internacional de Diretores de Investigação Criminal da América, encontro realizado em Assunção, Paraguai. Mais uma vez, confirmamos que no Brasil temos o modelo de investigação pré-processual mais seguro do mundo contra erros judiciários e contra o fortalecimento da corrupção jurídica. O Brasil teve papel preponderante nas atividades que visam o enfrentamento adequado às ações do crime organizado transnacional. Pela Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves estamos monitorando a complexa situação do Policial Edélio Morenigo, integrante da Polícia Nacional do Paraguai, sequestrado por um grupo terrorista e mantido em cativeiro há mais de quatro anos.

Estiveram presentes no evento o Presidente do Paraguai Mário Benitez, acompanhado do seu Ministro do Interior. A delegação brasileira apontou a necessidade de aplicação do Princípio da Transnacionalidade da atuação policial, mecanismo viável para proporcionar maior segurança jurídica e operacional aos policiais que cruzam a fronteira em diligências de urgência ou em apoio a trabalhos de investigações em países vizinhos. Transmitimos aos Policiais de diversos países que as Polícias são as instituições que mais atuam na defesa e proteção dos Direitos Humanos, de forma eficiente e ininterrupta, e que nossa missão é vencer o mal com o bem.

WhatsApp Image 2018-09-25 at 16.00.22

 

Centro Internacional de Pesquisa e Aperfeiçoamento da Investigação Criminal    

Atendendo pedido formulado pela Sociedade Internacional de Investigação Criminal da América, através do Comissário Geral Inspetor Abel Estanislao Cañete Meza, chefe da Diretoria de Investigação Criminal da Polícia Nacional do Paraguai, iniciamos as tratativas para instalação do primeiro Centro Internacional de Pesquisa e Aperfeiçoamento da Investigação Criminal. O objetivo é agilizar o intercâmbio e análise de informações, fomentar trocas de experiências, realizar estudos e pesquisas para adoção de medidas conjuntas de enfrentamento ao crime organizado transnacional. A cidade de Foz do Iguaçu, por sua área de tríplice fronteira e geografia propícia para treinamento de Forças Especiais, foi apontada como local ideal para instalação do Centro Internacional de Pesquisa e Aperfeiçoamento da Investigação Criminal. Trata-se de um reconhecimento às Polícias Judiciárias de todo o Brasil, que tem se destacado na sua missão constitucional de promover a busca da verdade com total isenção.

O direito a uma investigação promovida por uma instituição que não seja parte no processo, dirigida por autoridade de polícia judiciária que atue com isenção, imparcialidade e independência funcional é um direito humano inalienável das vítimas e familiares, bem como de toda pessoa investigada pelo Estado.

 

 

Diminuição do grau de vulnerabilidade – Medidas de Compliance

Cumprindo as metas e objetivos estratégicos do Plano Orientador Nacional – Planejamento Estratégico das Polícias Judiciárias, o SIDEPOL/PR solicitou uma série de medidas que visam dar maior proteção operacional e jurídica a todos os integrantes da Polícia Judiciária, tais como:

  • Criação do Núcleo de Apoio Jurídico Operacional;
  • Criação do Núcleo de Prevenção à Fraudes Processuais e Erros Judiciários;
  • Instalação de Comissão de Estudos de Casos;
  • Criação dos Conselhos de ética Policial;
  • Implantação do Relatório Diário de Atividades;
  • Fortalecimento da Corregedoria, buscando implementar uma atuação preventiva e orientadora;
  • Realização de estudos visando implantar sistema seguro de Avaliação de Aptidão para Prosseguimento na Carreira.

 

 

Visitas ao Interior

Em visitas rápidas e reuniões de trabalho com Delegados de Polícia, o SIDEPOL/PR esteve nas subdivisões de Pato Branco, Francisco Beltrão e Londrina, esclarecendo dúvidas no tocante aos projetos em discussão na Câmara dos Deputados e as estratégias para neutralizar alguns projetos notoriamente prejudiciais à sociedade. A Federação Nacional dos Delegados de Polícia, a ADEPOL Brasil e outras entidades representativas, tem atuado com coragem e inteligência na defesa da Instituição Polícia Judiciária.

 

A DIRETORIA.


Comentários fechado.


Cadastre-se

Cadastrar

Redes Sociais