Polícia Civil prende quadrilha que usava nome do Hospital Evangélico

Polícia Civil do Paraná desbaratou uma quadrilha que se utilizava nome de Hospital Evangélico de Londrina para aplicar golpes. Nesta quinta-feira (30), quatro pessoas foram presas em flagrante em um barracão próximo ao Conjunto Lindoia, na Zona Leste da cidade. Os suspeitos estavam adquirindo dois caminhões no valor de R$ 900 mil, através de contrato fraudulento firmado com uma empresa do estado de São Paulo. Uma arma de fogo foi apreendida. O prejuízo total provocado pelo grupo é de R$ 4 milhões.

Segundo as informações da polícia, a associação criminosa tentou por diversas vezes comprar ou alugar bens em nome do hospital, dentre eles caminhões para descarte de material hospitalar infeccioso, caminhões para transporte de materiais e cestas básicas. Os indivíduos tinham sempre como pretexto o combate à Covid-19. Quatro fatos estão sendo apurados, um com uma locadora de veículos – crime o qual o grupo conseguiu lucrar financeiramente com ação – além de tentativas com duas empresas de Londrina e uma de Goiás.

Para aparentar legalidade nas transações, os indivíduos falsificavam toda a documentação contábil fraudada e da marca do hospital. O mentor do grupo, um homem de idade entre 20 e 30 anos, fazia lives para tratar das negociações e ainda indicavam como local de entrega um galpão da Prefeitura de Londrina. O caso está sendo conduzido pelo delegado-titular da Unidade de Estelionatos, Emmanoel David, lotado em Curitiba.


A AEBEL (Associação Evangélica Beneficente de Londrina), instituição mantenedora do Hospital Evangélico, informou através de nota que tem colaborado com a Polícia Civil desde o início das investigações.

Fonte:
https://www.bonde.com.br/bondenews/policia/policia-civil-prende-quadrilha-que-usava-nome-do-hospital-evangelico-521562.html , acesso em 31/07/2020.