Governador Ratinho foi à Disney visitar Mickey Mouse

Não é de hoje que a filosofia e a própria arte nos apresentam uma profunda e interminável discussão sobre a realidade e a ficção. Platão e Aristóteles nos agraciaram com diversos escritos contrapondo o mundo inteligível ao mundo sensível, o mundo das ideais ao mundo da realidade. Os amantes da sétima arte nunca se esquecerão de Matrix, A Origem, O Show de Truman, Minority Report e Cidade dos Sonhos. O próprio livro Simulacros e Simulação, do filósofo Jean Baudrillard, aparece nos primeiros minutos de Matrix. Para Baudrillard o que nós vemos e vivemos como realidade são apenas sinais e símbolos (simulacros) que apenas simulam a realidade.

Pois essa é uma das análises que se pode fazer quando somos confrontados com a notícias semanais sobre a Segurança Pública no Paraná. Fuga de presos em Delegacias de Polícia do Paraná: trinta e seis presos em Cambará, nove presos em Campina Grande do Sul e treze presos em Lapa, agora com um agente de segurança rendido, armas, drogas e coletes roubados, isso só no mês de setembro passado. A maioria das Delegacias de Polícia do interior foram construídas há mais de cinquenta anos, não são locais para guardar presos (provisórios ou condenados), e quase todas as delegacias possuem somente um policial de plantão para atender a população e “cuidar” de presos.

Segundo matéria divulgada na mídia paranaense hoje temos uma defasagem de quase 50% do quadro de policiais civis do Paraná. Várias Comarcas não possuem Delegado de Polícia. Apesar de sermos surpreendidos com o suicídio de alguns irmãos policiais civis o Governo do Paraná ainda não promove a avaliação e ajuda psicológica. E as notícias no mundo real chegam ao absurdo da desorganização: Delegacias de Polícia não recebem verbas para comprar material de limpeza e higienização em plena pandemia. Essas são notícias do mundo real.

Já no mundo imaginário, o mundo dos governantes e de alguns Deputados, os índices da criminalidade são normais e as condições dos trabalhadores da segurança pública (os que estão na linha de frente) são no mínimo suficientes. Cabe um alerta à população e a sociedade do Paraná “a Polícia Civil está sendo diariamente sucateada, foram retirados vários direitos dos policiais e de suas famílias, o atual Governo do Paraná e uma grande parte da Assembleia Legislativa não está tratando o Policial Civil com um pingo de consideração e respeito. Esse é o mundo real e trágico. Quanto ao mundo imaginário, ficamos sabendo que em fevereiro de 2019 o Excelentíssimo Governador do Paraná Ratinho Junior foi ao Estados Unidos, uns dizem que em viagem oficial, outros dizem que foi a Disney encontrar com Mickey Mouse, outros dizem que ainda não voltou, ou será notícia do mundo real?

Curitiba, 01 de outubro de 2020.

SIDEPOL