Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná

Últimas Notícias


APURAÇÃO DE FRAUDES PROCESSUAIS: STJ confirma entendimento da CDH Irmãos Naves no Caso Michelotto

APURAÇÃO DE FRAUDES PROCESSUAIS   STJ confirma entendimento da CDH Irmãos Naves no Caso Michelotto Marcus Michelotto – inocência reconhecida por unanimidade   O Superior Tribunal de Justiça por decisão unânime de uma de suas câmaras, ao analisar as acusações do GAECO contra o ex-Delegado Geral Marcus Vinicius da Costa Michelotto, reafirmou a decisão de trancamento da ação penal por falta de justa causa. As acusações eram absurdas, infundadas e criminosas. No mesmo sentido, também por unanimidade, já haviam decidido os Desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná e os membros do Conselho da Polícia Judiciária. A decisão confirma ainda

saiba mais

Indícios: Caso Tayná, Caso Robson Vieira e Caso João Marcos

APURAÇÃO DE FRAUDES PROCESSUAIS E ERROS JUDICIÁRIOS   Indícios: Caso Tayná, Caso Robson Vieira e Caso João Marcos A Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves, conforme entendimento firmado no Livro Operação Sepulcros Caiados I – Desvendando a “Face Oculta” do Ministério Público brasileiro, reitera sua total confiança no trabalho da Polícia Judiciária no que tange a linha de investigação do estupro seguido de assassinato da adolescente Tayná Adriane da Silva. Os Promotores do GAECO, mediante sucessivas fraudes processuais, conseguiram produzir um triplo erro judiciário ao prender Policiais inocentes, libertar os investigados de tão grave crime, e insistir no erro até

saiba mais

RECOMENDAÇÃO CONJUNTA 001/2018

RECOMENDAÇÃO CONJUNTA 001/2018   CONSIDERANDO que a divisão das atribuições de prevenção, investigação, acusação e julgamento, previstas na Constituição Federal e no Código de Processo Penal, são mecanismos de garantia dos direitos fundamentais das pessoas investigadas pelo Estado, bem como meio eficaz de contenção da corrupção jurídica; CONSIDERANDO que em decorrência do acirramento dos embates institucionais acerca desta divisão...

saiba mais

Nota de Repúdio à ameaça da promotora Dúnia Serpa Rampazzo

  A Associação dos Delegados de Polícia do Paraná e o Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná vêm por meio desta manifestar o seu público e veemente repúdio à ameaça proferida por áudio de Whatsapp enviado pela promotora de justiça de Ibaiti, Dúnia Serpa Rampazzo, para o Delegado de Polícia atuante naquela comarca. O constrangimento à Autoridade de...

saiba mais

‘Liberdade para Nero Walker’, uma campanha da Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves

Nero Walker Soares da Silva é  um Policial militar de 23 anos, morador do ES, está preso desde junho de 2017.  O tempo de prisão preventiva do PM Nero Walker já é maior que o tempo de prisão dos autores do assassinado do turista argentino. Nero Walker está cursando o 6° período do curso de Direito, ele foi aprovado em primeiro...

saiba mais

Manifestação da CDH Irmãos Naves sobre a nota de repúdio da APMP

  “O Senhor é a minha luz e a minha salvação. A quem temerei?” (Salmo 27:1)   Acerca do teor da nota de repúdio da Associação Paranaense do Ministério Público, oportuno informar que a corrupção deve ser enfrentada em todas as suas modalidades e em todos os poderes e instituições. Não podemos excluir o Ministério Público, que já foi apontado pela Transparência Brasil como a instituição que mais sonega informações e, segundo estudos, é o Ministério Público mais caro do planeta. Os ataques pessoais do Presidente Claudio Franco Félix e seu Diretor de Defesa de Prerrogativas, Fernando da Silva Mattos,

saiba mais

Secretário Wagner Mesquita de Oliveira: uma questão de ética

O Delegado de Polícia Federal Wagner Mesquita de Oliveira assumiu a Secretaria de Segurança Pública como interino em um dos momentos mais conturbados do atual governo e, por sua competência e profissionalismo, foi efetivado no cargo. Enfrentou, desde o início, verdadeiros atos de insubordinação de grupos que pensam que a hierarquia é apenas meio para exigir obediência cega de...

saiba mais

Nota de esclarecimento e apoio ao Delegado Max Dias Lemos

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná e a Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves, no intuito de desfazer os ataques midiáticos e irresponsáveis promovidos pelo GAECO e pela promotora de Ibaiti, Dunia Serpa Rampazzo, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos: O Delegado Max Dias Lemos é um profissional honrado e competente e cumpriu com probidade e zelo sua missão constitucional. A Polícia Judiciária deve atuar com isenção e imparcialidade e é um dever, do Delegado de Polícia e seus Agentes, rechaçar qualquer tentativa do órgão acusador de interferir na busca da verdade. Demonstrando imaturidade jurídica ao ser

saiba mais

Sidepol encaminhou ofício ao presidente da ASSOFEPAR sobre afirmações equivocadas

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná protocolou, em 30 de janeiro, o ofício n° 002/2018, destinado ao presidente da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (ASSOFEPAR), solicitando a comprovação de supostos repasses privilegiados feitos pela SESP à Polícia Judiciária do Paraná, em detrimento da Polícia Militar, conforme afirmado pelo presidente da ASSOFEPAR. . Abaixo, o teor do ofício: Ofício nº 002 /2018 Curitiba, 24 de janeiro de 2018. Ilustríssimo Sr. Coronel Izaías de Farias Presidente da ASSOFEPAR Curitiba-PR   Ilustríssimo Senhor Presidente:   Cumprimentando-o, através do presente, solicito em caráter de urgência, cópia dos

saiba mais

SIDEPOL/PR cobra explicações da SESP PR sobre número de PM’s atuando em desvio de função

Em ofício (001/2018) enviado nesta segunda-feira (22) ao Dr. Wagner Mesquita de Oliveira, secretário de Estado da Segurança  Pública e Administração Penitenciária, o Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná cobrou explicações referente ao exacerbado número de Policiais Militares atuando em desvio de função.   Conforme o ofício n° 001/2018: Cumprimentando-o, através do presente, considerando o teor das afirmações equivocadas...

saiba mais

Policial Nero Walker: o “prisioneiro” dos adeptos da corrupção jurídica

Por Marques – Claudio Marques Rolin e Silva   Fevereiro de 2017. Policiais Militares do Espírito Santo, apoiados pelas esposas e familiares, iniciaram um movimento de protesto por questões salariais. Não concordamos com atos de protestos, porém não há outra opção para os Policiais quando o gestor público se vê encurralado e obrigado a garantir e ampliar a cada dia mais os...

saiba mais

Nota de esclarecimento sobre afirmações da ASSOFEPAR

  O Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná, em virtude do teor equivocado da nota da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (ASSOFEPAR), em que há uma clara referência de tratamento privilegiado à Polícia Judiciária em detrimento da Polícia Militar, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos: Por sua postura transparente, tratamento respeitoso e igualitário, o Secretário de Segurança Pública Dr. Wagner Mesquita de Oliveira não necessita de nenhum ato de defesa. A Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas (AMAI) e a Associação de Praças do Estado do

saiba mais

Palestra ‘Polícia Judiciária, lutas e perspectivas’ em Londrina

O Delegado de Polícia Dr. Marques – Cláudio Marques Rolin e Silva ministrará a palestra ‘Polícia Judiciária, lutas e perspectivas’ na próxima segunda-feira (08/01), às 14h, na 10° SDP de Londrina. O evento é apoiado pela Comissão de Direitos Humanos Irmãos Naves e Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná. Todos os integrantes da Polícia Judiciária estão convidados! O...

saiba mais

Recomendação nº 001/2018 – Declaração de NÃO RECONHECIMENTO de LEGALIDADE de ORDEM DE PRISÃO

Artigo 1.º da Resolução 53/144 da Assembleia Geral da ONU, de 09 de dezembro de 1998. “Todas as pessoas têm o direito, individualmente e em associação com outras, de promover e lutar pela proteção e realização dos direitos humanos e das liberdades fundamentais a nível nacional e internacional.” RECOMENDAÇÃO N.º 001/2018   Assunto: Declaração de NÃO RECONHECIMENTO de LEGALIDADE de ORDEM DE PRISÃO.   Considerando a difícil e lamentável situação enfrentada pelos integrantes da Polícia Judiciária e Polícia Militar do Rio Grande do Norte, que forçoso é reconhecer, encontram-se em verdadeiro estado de necessidade. Considerando o teor da inusitada decisão

saiba mais

Palavra do Presidente do Sidepol: A busca da verdade prejudicada pela falta de estrutura e desvio de função

O Estado do Paraná, um dois mais prósperos da federação, apresenta a inusitada marca de cerca de 10.000 presos em regime fechado, amontoados ilegalmente em Delegacias da Polícia Judiciária. Pasmem: era ainda um número bem maior. Nossos Policiais são verdadeiros heróis. As unidades prisionais prometidas ainda não foram entregues por motivos vários. Mesmo assim, com a construção de todas as unidades previstas desde 2011, haveria um déficit de 3.000 vagas com o número atual de presos. A construção de centros de triagens regionais em caráter emergencial e a conclusão das unidades prisionais aguardadas há anos, vai permitir a eliminação total

saiba mais

Informativo 22.12.17 – Balanço de 2017, estratégias para 2018, Operação Holofotes Mineiros, Nero Walker e boas festas

REFORMA DA PREVIDÊNCIA No último 21 de dezembro encerramos as atividades de 2017 em Brasília. As discussões sobre a reforma da previdência serão retomadas em fevereiro. Estamos buscando estabelecer critérios diferenciados e justos para a Aposentadoria Policial Especial, uma das profissões mais perigosas e estressantes do mundo. Devemos estar atentos, pois outras categorias de servidores estão buscando tratamentos privilegiados...

saiba mais

Clipping: Caso Nero Soares chega à Anistia Internacional e à Câmara dos Deputados

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias instaurou procedimento para acompanhar denúncia sobre a prisão do soldado capixaba Nero Walker da Silva Soares. A denúncia foi enviada pelo delegado do Paraná, Cláudio Marques Rolin e Silva, para a Câmara dos Deputados e, nessa quarta-feira (20), também para a Anistia Internacional. A CDHM em Brasília recebe petições, reclamações, representações ou queixas de qualquer pessoa contra atos ou omissões das autoridades ou entidades públicas. Além disso, avalia e investiga as denúncias relativas à ameaça ou violação de direitos humanos e encaminha relatórios periódicos aos organismos internacionais de proteção dos Direitos Humanos com

saiba mais

Sidepol protocolou ofício no Conselho da Polícia Judiciária do Paraná sobre remoção de Delegado

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná protocolou, em 18 de dezembro, um ofício (n° 084/2017) destinado ao presidente do Conselho da Polícia Judiciária do Estado do Paraná, solicitando a anulação do ato administrativo que determinou a remoção do Delegado de Polícia Luiz Claudio da Silva Alves (Portaria 1.956/DPC), com base em razões elencadas no ofício e no Parecer n° 29/2017, elaborado pelo Núcleo de Apoio Jurídico dos Delegados de Polícia do Paraná. Abaixo, link para os documentos referentes ao protocolo: Ofício n° 084/2017 Parecer n° 29/2017

saiba mais
Página 2 de 4712345...10203040...Última »